Phone advertising photo in the studio, moisture protection

Meu IPhone caiu na água

Considerando que o celular é um grande parceiro da maioria das pessoas, é claro que ele acaba indo com elas para piscina, para a praia, para a lavanderia e diversos lugares, ai por um descuido o iPhone caiu na água.

Isso tudo para não dizer das pessoas que se esquecem de que o aparelho está no bolso e acabam deixando-o cair no vaso sanitário.

É claro que bate desespero quando se vê um celular tão caro como um iPhone boiando na água e a primeira coisa que logo se pensa é: estragou, não vai mais funcionar.

Dependendo de qual seja a situação, é verdade que o smartphone fica mesmo inutilizado por causa dos danos que a água causa aos componentes eletrônicos.

Contudo, se você for rápido, é possível impedir que a umidade cause efeitos definitivos e recuperar o iPhone, fazendo-o ligar novamente e funcionar como antes.

Se o seu iPhone caiu na água e você estava até agora desesperado por uma solução ou se você costuma levar o seu celular para lugares com umidade e quer se precaver das consequências de qualquer acidente, descubra aqui o que fazer no caso de o seu celular cair na água.

1 – Primeiro passo, desligar o aparelho

 

O impulso de muitas pessoas é logo tentar ligar o iPhone para conferir se ele parou mesmo de funcionar. No entanto, esse é o maior erro de quem tem o seu iPhone molhado porque o ato de liga-lo fará com que corrente elétrica passe pelos componentes e, em contato com a umidade, pode queimar o telefone.

Por isso, se iPhone tiver caído na água enquanto estava ligado, o primeiro passo é desliga-lo rapidamente e retirando a bateria, não usando o botão de power.

No caso do iPhone já estar desligado quando caiu na água, não se deve nunca tentar liga-lo. Essa pode ser a medida que vai ajudar a fazer o seu iPhone voltar a funcionar daqui a alguns dias.

Uma informação extremamente importante é procurar um empresa especializada que tenha no hall e procedência para que posso cuidar do seu bem, suas informações, seus dados, seu aparelho. Ou seja não tentar ligar aparelho em nenhuma hipótese, e levar a empresa que do qual irá de maneira correta e com ferramentas adequadas realizar procedimentos técnicos em que poderá obter uma taxa de sucesso muito maior que fazer procedimentos incorretos e rasos e pouco eficazes.
Exemplo de um procedimento correto do qual uma empresa competente realiza.
Como aparelho desligado e ainda ja em processo de oxidação avança é possível reparar em 80% de chances totalmente o aparelho celular. Em que realizamos a desmontagem completo do aparelho, ja limpando as superfícies, e os periféricos como as peças conectores, flex, e placas. O procedimento consiste em uma limpeza minuciosa, com produtos específicos para remover aguas, líquidos, óleos, zinabres ( oxidação eletrônicas) através de um banheira ultrasonica, que partes de seu aparelho ficam submersos para que todas as impurezas sejam removidas, e assim após todo este procedimentos fazemos um inspeção minuciosa com microscópio ou câmeras térmicas, se existe pontos com componentes queimados, ou ate mesmo ainda com impurezas, Neste aspectos são considerados pontos de contato, curtos, medições das placas se estão corretas como, amperagem, voltagem, alimentação, aquecimentos ou seja uma inspeção completa da placa do seu celular e de celular como um todo, Por isso conseguimos obter uma margem de sucesso amplamente satisfatória de sucesso de reparos e recuperação.

Portanto não recomendamos que seja realizado algo que so irá levar a perda de tempos e a perdas da oportunidade de recuperar seu smartphone, celular, computador, ou Iphone.  Pois  quando mais haver exposição de seu aparelho a oxidação, menos serão as chances de reparação ou recuperação. Um agravante que precisa ser aqui documentado, E seus dados qual é o valor que você dá a ele nesta situação? Então para e pense, reflita sobre.

Uma empresa esta aberta e se dedica a reparar seu aparelho, seu celular, se aprimora, estuda, capacita constantemente seus colaboradores, pois periodicamente os celulares são lançados com tecnologias diferentes e mais e mais modelos. Portanto qual objetivo e razão para crer que um arroz ou sílica irá trazer um benefícios ou resultados tão importantes.

 

2 – Medidas pouco eficazes e com taxa de sucesso baixíssima Use uma fonte de calor

 

Primeiramente, é claro que a parte de fora do telefone tem de ficar seca e, para isso, é importante começar o processo por meio de um papel, recomendando-se o papel toalha.

O ideal é que esse papel envolva todo o celular e que se use umas três camadas dele, tendo certeza de que tudo por fora do aparelho está seco.

Além disso, para garantir que absolutamente nada continue molhado por fora, a recomendação é usar uma fonte de calor, que pode ser aqueles secadores de mão de banheiros ou um secador de cabelos.

Contudo, é claro que a temperatura não pode estar alta demais para que não danifique a tela: o vento na temperatura morna já é o suficiente. Com relação ao tempo, deve ser aplicada a fonte de calor por poucos minutos, apenas para que o excesso de umidade seja retirado.

 

2 – Sílica gel para as partes internas

 

Depois que a parte de fora do iPhone ficou seca, é claro que chegou o momento mais difícil, que é garantir que a parte interna do aparelho também fique livre da umidade.

Para fazer isso, uma dica é usar várias unidades de sílica gel, que é apresentada na forma de saquinhos. Para quem não sabe o que é sílica gel, basta pensar nas bolsas e mochilas, quando saem das lojas: assim que elas são abertas, logo se veem alguns saquinhos no fundo e eles são a sílica.

O seu objetivo é justamente evitar que o interior das bolsas e mochilas fique com cheiro de coisa úmida e dá para comprar sílica gel em algumas lojas específicas.

Pode-se abrir o smartphone e colocar os saquinhos de sílica gel diretamente em cima dos componentes eletrônicos, mas importante: ELES NÃO DEVEM SER ABERTOS!

Não é necessário abrir o pacotinho de sílica, bastando colocá-lo na parte de dentro do telefone.

Geralmente, são necessários dois dias, aproximadamente, para garantir que a sílica fez todo o trabalho de remoção da umidade.

iPhone que teve contato com água ou líquidos

3 – Medidas pouco eficazes e com taxa de sucesso baixíssima Arroz também é opção

Para quem não tem os pacotinhos de sílica gel em casa ou não consegue comprá-los, um punhado de arroz cru também faz o mesmo papel.

É só abrir a tampa do iPhone e colocar um pouco de arroz, tendo a certeza de que todos os componentes da placa estão sendo cobertos pelo cereal.

Novamente, deve-se esperar mais ou menos dois dias para que o arroz cru possa retirar a umidade do iPhone e é absolutamente contraindicado ligar o aparelho durante esse período.

 

4 – Medidas pouco eficazes e com taxa de sucesso baixíssima Tente liga-lo depois do prazo

Passados dois dias que o iPhone ficou em contato com a sílica gel ou com o arroz cru, é a hora de tentar liga-lo para saber se houve danos muito severos.

Basta recolocar a bateria e usar o botão power para testar. Se toda a umidade tiver sido removida, é esperado que o telefone ligue normalmente, mas a verdade é que pode haver comprometimento de algumas funções do iPhone.

Se o aparelho não ligar, significa que não foi possível salvar a sua placa e o usuário tem duas opções: trocá-la por completo, o que costuma ser bem caro, ou substituir o aparelho.

Caso o Iphone ligue, mas algumas funcionalidades estejam comprometidas, pode ser que apenas algumas partes d aplaca tenham sido avariadas e, sendo assim, o usuário terá de levar o seu aparelho à uma assistência autorizada para ser feita uma avaliação e para que se descubra em que componente o dano ocorreu. Exemplo para elucidar este costume: imagine um pacote de sulfite fechado em que foi totalmente molhado, Este mesmo pacote tente como colocar ele dentro do pacote de arroz ou pote com arroz ou sílica, Voce irar perceber após o prazo que a ira obter através do amido absorção do liquido das extremidade, mais o miolo, parte em que se concentra região mais próxima ao centro o papel ainda estará molhado ou úmido, ou seja se tronando pouco eficaz este procedimento. Sem contar o tempo e também que a oxidação é progressiva e muitas das vezes instantânea que exige imediata ação de procedimentos técnicos em seu celular por estar ainda conectado a uma fonte de alimentação como a bateria.

A assistência técnica consegue “salvar” o iPhone que caiu na água?

Essa é uma pergunta de quase todo dono de iPhone que caiu na água: será possível fazer com que ele volte a funcionar normalmente?

A realidade é que, mesmo os técnicos mais experientes podem ter dificuldade para recuperar o telefone depois de uma queda na água. Afinal, os danos que podem ter ocorrido nos componentes eletrônicos são imprevisíveis.

Quanto mais tempo o aparelho ficou submerso, mais graves podem ser as consequências para o iPhone, ainda que todos os passos ensinados tenham sido seguidos e a umidade tenha sido removida ao máximo.

Portanto deixe sempre empresas especializadas avaliar e ver qual o melhor caminho a tomar para recuperar o iPhone de que caiu na água.
Empresas como a BR4IPHONE podem ajudar você nisso.

 

Veja também: