Como adquirir um iPhone nos EUA que funcione no Brasil?

10679899_695297117235281_7130604170710007691_o

 

O sonho de comprar o novo modelo do iPhone faz brasileiros viajarem até os USA somente para efetuar a compra do tão sonhado aparelho. Mas como saber se estou comprando o iPhone que irá funcionar no Brasil. A primeira regra para quem procura comprar o iPhone nos Estados Unidos é procurar sempre os modelos desbloqueados (unlocked). Nestes, você obrigatoriamente pagará o preço cheio (full price), que lá custa a partir de US$649 (+ taxas locais). Esqueça aqueles preços que aparecem no Facebook, de US$199, pois estes são apenas para residentes do país, com contrato de 2 anos de fidelidade.

Evite comprar o aparelho em lojas da operadora, pois mesmo pagando o preço cheio, eles podem vir bloqueados. Prefira sempre comprar em alguma Apple Store, onde todos os que são vendidos por preço cheio são desbloqueados de fábrica.

É possível que na loja da Apple o vendedor lhe afirme que aquele aparelho não funcione fora dos Estados Unidos. Dependendo da cidade onde você está, os funcionários são instruídos a dizer isso para tentar evitar que os estrangeiros acabem com os estoques antes do povo local garantir o seu. Mas a verdade é que, se você comprar qualquer modelo da T-Mobile, AT&T e Verizon com preço cheio, todos funcionarão perfeitamente no Brasil.

A boa notícia deste ano é que todos os modelos vendidos do iPhone 6, não importa o país que você comprar, serão compatíveis com a frequência de 2.600MHz usada pela rede 4G no Brasil, além daquela de 700MHz que ficará disponível em breve. Portanto, você conseguirá usar a rede 4G no seu iPhone 6, seja ele qual for (desde que seu plano com a operadora disponibilize a rede).

Apesar de, na teoria, a garantia do iPhone ser internacional, no Brasil a história não é bem assim. Como a Apple manda apenas um modelo para a Anatel, a empresa só cobre a garantia dos modelos homologados pela agência nacional. No ano passado, o único modelo compatível com o 4G brasileiro era o europeu e foi este que a Apple mandou homologar por aqui. Com isso, quem tinha aparelhos de outro modelo, não conseguiu assistência no país. Alguns usuários até foram para a justiça e ganharam, mas a maioria precisou levar seu aparelho para outro país para que ele fosse coberto pela garantia.

Para evitar este tipo de dor de cabeça, procure sempre comprar o mesmo modelo que foi homologado no Brasil. No momento que escrevemos este artigo, a Anatel ainda não homologou o iPhone 6 e por isso não sabemos qual o modelo será aprovado.

Mas historicamente, a Apple sempre opta pelo mesmo modelo da AT&T nos EUA (menos no ano passado, por causa da compatibilidade com o 4G). Se pudermos nos basear no passado, é muito provável que a Apple mande para análise os modelos A1549 (iPhone 6) e A1522 (iPhone 6 Plus).

A boa notícia (mais uma) é que este ano três operadoras americanas usam este mesmo modelo: AT&T, Verizon e T-Mobile. Portanto, qualquer uma das três que você escolher será do mesmo modelo (provavelmente) homologado pela Anatel.